Sobre amar alguém… Você!

se ame mais

Oi, gente! Tudo bem?

Uma colega terminou um relacionamento de longa data há uma semana e resolvi falar sobre o assunto. Passei toda a minha adolescência namorando, então talvez não seja a melhor pessoa pra falar sobre a solterice, mas vi muitos  começos e términos de namoro, vi muita borboleta no estômago e decepções devastadoras. Então por que não compartilhar minhas impressões com vocês?

O começo de um relacionamento, na maioria das vezes, é sempre maravilhoso. Ele/a é a pessoa mais perfeita do mundo, vocês se entendem como ninguém e podem desbravar o universo juntos. Tudo é baseado em suspiros e sensações novas – ou não tão novas assim. Com o passar do tempo, vocês percebem que ambos possuem defeitos e essa é a fase decisiva – é aqui que vai ser definido se o relacionamento vai pra frente ou não. Suponhamos que esse relacionamento acaba. Pronto. Seu mundo acabou. Mas… por que acabou?

Se tem algo que eu sempre falei pras meninas que conheço onde percebia que o relacionamento não era lá muito saudável, é sobre esse tal de amor próprio. Acredito que antes de entrar em um relacionamento você deve aprender a se amar de maneira que, se outra pessoa não te amar igual, não serve pra você. O que quero dizer é: saber se respeitar, se valorizar, reconhecer seu valor, saber de cor os seus defeitos, mas nunca esquecer das suas qualidades. Se amar do jeitinho que é porque você é única. A pessoa com quem você está no momento te trata assim? Eu tinha 15 anos quando comecei a namorar, mas sempre tive espaço para ser eu mesma no meu relacionamento. Meu namorado sempre fez por mim o que eu citei ali em cima, e foi assim que eu aprendi a me amar. Eu amadureci durante esses seis anos de relacionamento, e se por acaso acabar, não quero de outra pessoa menos do que sei que mereço.

Você sabe o que merece? Eu sei o que você merece. Você merece o mundo inteiro porque você é incrível! Você precisa aprender isso, precisa aprender a aceitar isso. Ninguém merece ser amado pela metade, e, se em algum momento você desconfia que é assim que vai ser com aquele carinha ou aquela menina legal, por que começar? Se você está num relacionamento onde não é tratada como um princesa, por que continuar? Esquece esse negócio de que fulano te completa; fulano precisa te TRANSBORDAR porque você precisa estar completa pra fulano. Entende o que eu digo? Você precisa se conhecer e logo no começo do relacionamento traçar o que acha correto e o que não acha. Não só você, mas ambos. Eu fiz isso e deu certo.  😉

E, enquanto você não encontra essa pessoa, viva sua solterice. Saia com seus amigos, convide-os para fazer algo na sua casa. Se reúnam só pelo prazer da companhia, das conversas, dos risos. Não ache que você precisa estar romanticamente envolvida com alguém para ser feliz, para ser completa – você não precisa ser completada por ninguém. Aproveite a solterice para correr atrás dos seus sonhos. Veja bem, não estou dizendo que um namoro te impedirá de fazer isso, mas nós ficamos tão anestesiadas por um tempo, já que é tudo tão novo, que se não soubermos administrar, perdemos o foco. E até esse foco voltar, demora um pouco. Digo por experiência.

Bora se amar mais?

Até o próximo sábado.  😉

Um beijo!  ;*
yasmin1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s