As “boas” ações natalinas

Oi, gente! Tudo bem?

Eu amo o Natal. Amo muito mesmo. Sério. Mas se tem algo que me incomoda demais nessa época do ano é o falso espírito de bom Samaritano que as pessoas resolvem incorporar.

Me incomoda o fato de que é preciso esperar dezembro chegar para fingir uma boa ação. Me incomoda reunir a família na ceia e fazer de conta que não brigam o ano todo. Me incomoda o egoísmo das pessoas em achar que fazendo uma coisinha aqui e outra ali é suficiente pra deitar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilo, porque acha que todas as mancadas feitas durante o ano são compensadas com um “bom dia” ou “boa tarde” pra aquele vizinho que não gosta.

Me incomoda as promessas de “não vou fazer isso… é Natal” e “não diz isso que você tá sendo egoísta… é Natal” quando não se foi capaz de dar carona de guarda-chuva num temporal pra uma pessoa que estava indo pra faculdade, a mesma em que você estuda. Então eu pergunto: você realmente acha legal ser legal somente no mês de dezembro e dizer que é o “espírito natalino” quem faz isso com você?

Vamos acordar, né. Por que esperar pra ser legal só em dezembro se você pode ser legal o ano todo?

Não digo que você deve pegar metade do seu salário e dar pros pobres, mas por que não alimentá-los? Compra um salgado e água e dê pra quem não tem como comprar. Doe sangue, se puder. Elogie, mas elogie de coração. Ajude em casa. Não julgue ninguém se não quer ser julgado. Faça trabalho voluntário em algum final de semana. Sabe as palavrinhas mágicas que aprendemos quando somos crianças? Não esqueça delas nunca, ainda que alguém não seja educado com você. Eu sei que é difícil, mas em uma briga, não fique retrucando. A satisfação de ganhar uma discussão é momentânea e eu acredito que você não precisa disso.

E sempre seja sincero. Mais vale a sinceridade do que aquele sorrisinho falso que você  dá quando não gosta de alguém ou de alguma situação.

O que eu quero é que você entenda aquela frase clichê: não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Mas não faça nada forçado. Faça porque quer fazer e eu garanto que a satisfação em contribuir realmente com alguém que precisa, é mil vezes melhor do que um ganho material. Digo isso porque a satisfação vem de dentro e não é momentânea, como quando compramos ou ganhamos algo.

Considera o que eu falei, tá?

Nós vemos no próximo sábado.  😉

Um beijo!  ;*

P.S.: Voltei! Tinha sumido por conta da faculdade que arrancou meu couro esse semestre (e durante o ano todo), mas agora estou de férias e os posts voltam normalmente aos sábados. Desculpem pelo sumiço, é que eu realmente não estava dando conta.

Anúncios

Um comentário sobre “As “boas” ações natalinas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s